Comunidade

ACONSELHAMENTO E APOIO

Fazer um tratamento de fertilidade pode ser uma viagem emocionalmente desgastante. Se falar sobre os seus problemas de fertilidade e partilhar as suas preocupações com os seus entes queridos, poderá sentir um maior apoio ao longo desta jornada. Descubra aqui como lidar com os altos e baixos por que poderá passar e como obter o apoio de que precisa.

Os benefícios da partilha

O tratamento de fertilidade pode ser muito exigente emocionalmente para ambos os parceiros. O seu primeiro instinto poderá ser não contar nada a ninguém sobre a sua jornada no tratamento da infertilidade. No entanto, há muitas vantagens em partilhar o progresso dos seus tratamentos com outras pessoas, nomeadamente:

  • Poderá sentir menos ansiedade durante o tratamento, pois a falta de abertura sobre a sua situação pode ser mais uma fonte de tensão
  • Partilhar os seus sentimentos, e permitir que o outro membro do casal fale sobre as suas preocupações, pode ajudar-vos a lidar com a situação
  • Vai perceber que não estão sozinhos, sendo que cerca de 9% da população mundial também sofre de infertilidade,1 o que até pode incluir pessoas que vocês conhecem

Preparar-se para partilhar

As pessoas que os rodeiam podem não saber o que dizer ou o que fazer, por isso diga-lhes como podem ajudar. Antes de falar com outras pessoas, prepare-se para as conversas que aí vêm:

  • Defina limites de privacidade — fale com o seu parceiro ou parceira e decidam o que vão contar aos outros
  • Prepare algumas respostas — tenha algumas respostas curtas prontas, pois poderá sentir que não consegue enfrentar outra ronda de perguntas
  • Ajuste as suas expetativas — os seus amigos e familiares preocupam-se consigo, mas às vezes os seus esforços podem magoar, mesmo que não seja essa a intenção, pois muitos nunca passaram por esta experiência

Juntar-se a um grupo de apoio

Num grupo de apoio à infertilidade, poderá encontrar conforto ao conversar com pessoas que também estão a passar por um tratamento de fertilidade, além de ser uma boa oportunidade para trocar informações e apoio com outras pessoas que compreendem o processo. Podem partilhar dicas sobre como começaram a avançar, sugerir materiais de leitura interessantes, exercícios de autoconhecimento ou recomendar um conselheiro, caso ainda não tenha um.

Falar com um conselheiro de fertilidade

Poderá ser boa ideia falar com um conselheiro de fertilidade, com ou sem o seu parceiro ou parceira. Um conselheiro poderá fazer-lhe ver as vantagens e as desvantagens das diferentes opções e identificar obstáculos à tomada de decisões. Também lhes pode ensinar como negociar e estabelecer regras para comunicarem um com o outro. Ter uma perspetiva externa objetiva também pode ajudar a reduzir a ansiedade e o tempo envolvidos na tomada de decisões.

Aceitar a sua situação

A infertilidade é um problema comum que afeta perto de um em cada dez casais.1 Quanto mais cedo reconhecer que pode ter um problema de fertilidade, mais cedo poderá procurar ajuda e começar a tomar medidas para responder às suas preocupações, e mais perto estará de engravidar.

E a seguir?

Falar com um médico

Saiba como tirar o máximo partido da sua primeira consulta médica

Ler mais
Referências
Está a sair do nosso site.
Esta ligação conduz a um site onde a nossa Política de Privacidade e Termos de Utilização poderão não ser aplicáveis.

A Merck não tem controlo sobre os conteúdos e políticas de sites de terceiros ou os seus recursos, e não aceita qualquer responsabilidade pelos mesmos, nem por qualquer perda ou danos que possam derivar da sua utilização.

Por favor, verifique a Política de Privacidade e Termos de Utilização do site de ligação.